Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008

Corredores

Ser contra, tudo bem, é um direito democrático. Agora, apelar para a maldade e a mentira é demais. Essa é a posição da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Joinville, que instalou uma camêra de vídeo no corredor de ônibus da rua João Colin. O objetivo é "provar" que o corredor é inútil e "fica mais de 20 minutos vazio", enquanto o comércio agoniza e o trânsito de veículos individuais piora.

O ponto onde a câmera foi colocada é onde está o pulo do gato: bem perto do cruzamento com a nove de março, onde apenas UMA LINHA passa: Norte-Sul.

A maioria das linhas (Vila Nova, Norte-Centro, Tupy Norte, Costa e Silva, entre outras) só chega na João Colin pela rua Princeza Izabel, duas quadras depois da câmera da CDL.

É claro que há críticas a serem feitas ao corredor de ônibus. A principal delas, é de que ele foi instalado bem no dia que começava oficialmente a campanha eleitoral, 6 de julho. Outra, é que ninguém está falando quanto isso reprsenta de economia para as empresa…

santinho do milhão

Hoje, chegou em minhas mãos o primeiro santinho da campanha eleitoral. Nele, Darci de Matos (DEM) aparece em um bom retrato, ladeado por um Fábio Dalonso (PSDB) quase chinês de tão amarelo. Carregaram na maquiagem do candidato a vice.

Mas não é só a maquiagem que chama a atenção do panfletinho. Observando aquelas letras miúdas, onde constam CNPJotas e outras burocracias, aparece a tiragem do material: 1 milhão de exemplares.

São dois panfletos para cada habitante da cidade.

O crescimento do dem em Joinville...

O Democratas, partido de um dos principais candidatos a prefeito em Joinville, está prestes a sofrer um crescimento considerável. Em 2004,ainda chamado PFL, o partido elegeu dois vereadores: Darci de Matos e Odir Nunes. Darci foi o vereador mais votado da história de Joinville, com mais de 7 mil votos. A bancada aumentou depois que Zulmar Valverde trocou o PT pelo PFL.

Como Darci virou deputado estadual em 2006, Sargento Eduardo assumiu a cadeira, depois de ter uma votação expressiva em 2004.

De uma forma ou de outra, o DEM de Joinville fez um movimento incomum nos partidos políticos em geral: permitiu o desenvolvimento de novas lideranças. Com candidato a prefeito, o partido ganhará muitos votos na proporcional, e provavelmente aumentará a bancada, independente de Darci ganhar ou não a prefeitura.

O movimento partidário joinvilense, entretanto, contraria a tendência nacional do DEM. Entre os seis maiores partidos do país (PMDB, PP, PT, PSDB, PDT e DEM), a queda no número de candidatos a…

a essência da notícia

Imagem
Quem nunca ouviu uma das máximas do jornalismo nativo, que diz o seguinte: Se um cachorro morde um homem, isso não é notícia, mas se um homem morde um cachorro, aí sim, é notícia. Pois é. Apesar de reduzir em muito a nossa profissão, não é que a brincadeira virou realidade? Em Sabará, região metropolitana de Belo Horizonte, um garoto de 11 anos mordeu um pitbull e ainda perdeu um dente. O menino simplesmente revidou ataques do cachorro e disse que, agora, quem deve ter medo é o cão. Sem comentários.

Foto: Ney Rubens/Especial para o Terra

Coelho volta para a Cartola

Josué Alves Coelho, o candidato de última hora a prefeitura de Joinville, teve seu registro indeferido pela Justiça Eleitoral. Isso significa que, por enquanto, está fora da eleição. O candidato poderá recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

De acordo com Coelho, o objetivo do PSTU era projetar o partido e divulgar o socialismo em Joinville. A Justiça afirmou que Coelho não é filiado ao PSTU. Se for mantida a decisão, a cidade passa a ter sete candidatos.

PSTU já foi "legenda de aluguel"

Tanto Coelho quanto o seu vice, Darci Castro, afirmam que a decisão de concorrer era uma orientação do diretório estadual. E atacaram também a ex-dirigente do partido, Terezinha Nascimento, hoje no PT do B com Darci de Matos (DEM). "Ela vendeu o partido", afirmam. Para quem tem boa memória, Terezinha descia o relho em Carlito Merss (PT) na campanha de 2004. Kaminski, ex-PHS e hoje PDT, fazia o mesmo em relação a Marco Tebaldi (PSDB)

Atualização em 22/07 às 15h12: Mesmo assim, Ed…

trio ternura ataca novamente

O programa Encontro com a Impren$a, exibido pelo canal educativo (sic) Brasil Esperança, canal 11, endossou o débil discurso do candidato governista Darci de Matos (DEM), criticando os políticos de oposição por "não amarem" Joinville. Na cabeça dessas três criaturas, quem critica as ações do governo municipal não merece governar,ora, por não amarem Joinville e as coisas que ela tem de bom.

Gebaili, o pior de todos do trio ternura, desafiou a TVBV a chamá-lo, junto a Toninho Neves e Luís Veríssimo, para participar de um próximo debate. Para Geba, os profissionais convidados pela TVBV são "desclassificados" e "não conhecem a verdadeira realidade de Joinville".

Toninho disse ainda que estava indignado porque um dos participantes perguntou a Darci sobre como melhorar a vida nos bolsões de pobreza da cidade. Darci não conseguiu responder a pergunta.

Como diz um colega de trabalho, "lamentável".

novaes surpreendeu no debate

Quem pensou que os dois favoritos ao cargo de prefeito de Joinville iam protagonizar o debate ocorrido na TVBV, ontem a noite, errou feio. Carlito Merss (PT) e Darci de Matos (DEM) não foram as estrelas. Se voto fosse ganhou por desempenho em debate, nosso segundo turno seria entre Kennedy Nunes (PP) e Rogério Novaes (PV).

Apesar de não gostar da pergunta "quem venceu o debate?" - é fato que Novaes se saiu muito bem. Foi claro, firme, falou com convicção. Sua imagem de planejador é convincente. Kennedy, por sua vez, é profissional de televisão, e tende a se sair bem em qualquer debate.

Os medianos da noite foram Carlito e Rodrigo Bornholdt (PDT). Foram pouco precisos e perderam oportunidades de responder boas perguntas.

Mas os piores foram Mauro Mariani (PMDB) e Darci. Enquanto Mauro ficou apagado durante o debate, Darci parecia muito nervoso. Deixou a bola quicando para Carlito quando afirmou que o petista não gostava da cidade por criticar o atual governo.Carlito devolveu com…

Uma celebração do bom jornalismo/1

Eu vou contar tudo! Vou detonar! Vou contar tudo sobre todos. Como paguei um milhão e meio para não ser preso pela Polícia Federal em 2004, tudo sobre minhas relações com a política, com os partidos, com os políticos, com os candidatos, com o Congresso... tudo sobre minhas relações com a Justiça, sobre como corrompi juízes, desembargadores, sobre quem foi comprado na imprensa...

Daniel Dantas, considerado por muitos (me incluo nisso) o inimigo público número um do Brasil, em desabafo depois de ser preso pela segunda vez na semana passada por diversos crimes.

Não eram nem oito horas da manhã quando o portal Terra Magazine, coordenado pelo jornalista Bob Fernandes, marcou a história da Internet no Brasil.

Se você não lê a Carta Capital ou o site do Paulo Henrique Amorim, nunca deve ter ouvido falar de Daniel Dantas.

A imprensa que está com medo. A revista Veja desta semana é um acinte ao bom senso. Seu principal colunista, Diogo Mainardi, está envolvido no esquema de corrupção de Dantas, de…

coincidências

Imagem
Lembro-me bem do dia 3 de outubro de 2004. Estava eu, indo a algum lugar, quando vi obras de asfaltamento da rua São Paulo, entre o trecho que começa na Monsenhor Gercino e vai até a rua Guarujá. Todo esse pedaço - de aproximadamente 1,2 quilômetros - era de paralelepido. Mas, o que isso tem de especial? No dia 3 de outubro de 2004, faltavam 24 horas para as eleições municipais.

Neste ano, a prefeitura de Joinville decidiu lançar um projeto antiquíssimo que nunca saiu do papel bem no dia que começava oficialmente a campanha eleitoral. No domingo, 6 de julho, foi instalado o corredor de ônibus na rua Dr. João Colin, no Centro.

Agora, a página da prefeitura avisa (ver imagem) que a partir de segunda-feira (7), "o centro de Joinville vai se transformar literalmente numa praça de obras". De acordo com o release, as obras durarão três meses - os mesmos três meses que vão durar a campanha para prefeito.

Adoro as coincidências de Joinville.

Em tempo: Se você quiser checar por si só, po…

DEM fará "terrorismo"?

Imagem
O prefeito de Chapecó, João Rodrigues (DEM, na foto) esteve na convenção do DEM de Joinville para discursar a favor de Darci de Matos (DEM). Rodrigues falou, em um ato de terrorismo político, que uma possível vitória do PT faria a General Motors (GM) ir embora da cidade, assim como aconteceu no governo petista de Olívio Dutra no Rio Grande do Sul.

As duas situações são diferentes. O PT de Joinville foi entusiasta do pacote de incentivos fiscais: Marquinhos Fernandes foi a favor na Câmara, e a vinda da fábrica teve apoio de Ideli Salvati e Carlito Merss. Com exceção de Adilson Mariano, a vinda da GM foi apoiada pelos petistas.

A pergunta é: será que a atitude de Rodrigues ganhará corpo caso o DEM caia nas pesquisas de intenção de voto?

definidas as cartas

Dos nove pré-candidatos à prefeitura de Joinville, anunciados por A Notícia há pouco mais de um mês, sete sobreviveram às convenções partidárias. Doutor XUxo (PPS) acabou - como esperado - vice de Mauro Mariani. Cleidemir Gaio (PR) já tinha desistido há tempos, e após intervenção no partido, sua não-candidatura está mais que sacramentada.

Nas negociações de última hora, Rodrigo Bornholdt (PDT) levou vantagem. Conseguiu - sem apelar para intervenções - apoio do PSB, com João Gaspar Rosa de vice. Carlito terá o PR e Kennedy o PTB, se as intervenções não forem revertidas.

Carlito ainda vai brigar por apoio do PV, pedindo a desistência da candidatura de Rogério Novaes. Veja abaixo a lista dos candidatos com seus respectivos vices.

Carlito Merss e Ingo Butzke (PT/PR*)

Darci de Matos e Fábio Dalonso (DEM/PSDB/PSDC/PTdoB/PHS/PSL)

Edilson Nunes e Maria Lopes (PSOL)

Kennedy Nunes e Nelson Trigo (PP/PTB*)

Mauro Mariani e doutor Xuxo (PMDB/PPS/PRB/PRTB/PTC/PRP)

Rodrigo Bornholdt e João Gaspar Rosa (PDT/…