Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

Placas irregulares no Petrópolis

Imagem
Como é uma infração leve - a Justiça manda apenas retirar a placa - não virou matéria. Mas os candidatos Dalila Leal (PSL) e Darci de Matos (DEM) colocaram placas de campanha em terreno público, na esquina da Alfredo Wagner com a Pinheiro Preto. Diga-se de passagem, em frente à minha casa.

Nunca imaginei que o terreno fosse da prefeitura. Mas depois de checar no cadastro técnico, constatei que a área é do governo municipal, portanto, as placas estão irregulares. A justiça Eleitoral já foi informada, e prometeu mandar um fiscal para checar a situação.

Briga de sexta continuou na internet

O confronto físico entre cabos eleitorais do PDT e do PMDB, na sexta-feira, continuou com troca de ofensas entre Mauro Mariani (PMDB) e Rodrigo Bornholdt (PDT). Desta vez, as agressões foram por escrito, e distribuídas pela internet. Mariani afirmou em seu site que o líder maior do PDT, Leonel Brizola, "deve ter se revirado no túmulo" por conta do posicionamento do pedestista, o qual classificou de "antidemocrático".
Já Rodrigo acusou que "o candidato de Rio Negrinho que veio exclusivamente para concorrer a essa eleição", e que, "segundo o seu candidato a vice-prefeito, se ganhar, abandonará a cidade para ir para Florianópolis na próxima eleição".
O comportamento de Rodrigo se tornou mais agressivo nas últimas semanas. As críticas são dirigidas principalmente contra Mauro Mariani e Darci de Matos (DEM). Sem subir nas pesquisas, Rodrigo parece ter partido para o tudo ou nada.

Por enquanto, Darci e Carlito no segundo turno

Se as pesquisas de opinião se confirmarem em votos, Joinville terá mesmo Darci de Matos (DEM) e Carlito Merss (PT) no segundo turno. Tem muita gente do PMDB torcendo para que Mauro Mariani (PMDB) cresça um pouco mais - ele tem 9.9% na pesquisa Mapa/RBS e 12% na Brasmarket/RIC.

Caso se confirme o embate clássico PT contra DEM, Darci de Matos não terá muito o que comemorar. Além de Kennedy Nunes (PP), Rogério Novaes (PV) e Rodrigo Bornholdt (PDT),tudo caminha para que Mauro Mariani (PMDB) - pelo menos por vontade própria - apóie o PT. Em debates, eventos públicos e entrevistas, Mariani sempre elogia Carlito e ambos trocam sorrisos e gracejos.

O DEM, por sua vez, conta com a intervenção do governador para ter o apoio do PMDB. Vamos ver no que vai dar.

a incompetência tem nome

Imagem
Precisa dizer alguma coisa?

"Tenho certeza de que o PMDB será governo a partir de 2009"

Posso estar sendo cruel, mas achei muito pertinente a fala do senador Neuto de Conto (PMDB) durante comício de Mauro Mariani, aqui em Joinville. Aos berros, como em todo bom comício, Neuto disparou. "Tenho certeza de que o PMDB será governo a partir de 2009".

Sim, eu também tenho quase certeza. A única possibilidade de o PMDB não ser governo em 2009 é com a vitória de Kennedy Nunes (PP) para prefeito.Ou o leitor do blog acha que o PMDB não será base caso o novo prefeito seja Darci de Matos (DEM), Carlito Merss (PT) ou Rodrigo Bornholdt (PDT)?

Comícios/1

"Aquele homem que matava e torturava o povo catarinense na ditadura militar também tem um candidato em Joinville".

"O Amim tem o seu candidato porque quer mandar em Joinville".

"O Luiz Henrique chegou com esse cara lá do interior e disse: votem nele porque eu estou mandando. Será que Joinville não tinha um candidato para a cidade? Não queremos mais as oligarquias no poder. "

Essas foras três frases de efeito pronunciadas pelo candidato a vice na chapa de Rodrigo Bornholdt, João Gaspar Rosa, durante comício da coligação Força Joinville, na sexta-feira. Gaspar comandou a festa e falou, no mínimo, o triplo de tempo de Rodrigo.

Com críticas severas à Kennedy Nunes (PP), Darci de Matos (DEM) e Mauro Mariani (PMDB), Gaspar parece ter se convertido na arma de Rodrigo para atacar os adversários sem se queimar.

A fala de Rodrigo foi breve. O candidato acusou os oponentes de estarem "desesperados" e de que as pesquisas de intenção de voto são compradas. Na úl…

Juiz cancela "debate" na Câmara de Vereadores

A Justiça Eleitoral de Joinville mandou cancelar uma apresentação de planos de governo entre os candidatos a prefeito da cidade, que ocorreria hoje, na Câmara de Vereadores. Promovido pelo Conselho Muncipal de Saúde, o evento pretendia abordar um dos temas de maior preocupação dos moradores da cidade. 
Para o juiz João Marcos Buch, responsável por vetar a iniciativa, debates entre candidatos não podem ser promovidos por órgãos ligados ao poder público, o que é o caso do conselho. Da mesma maneira, a Câmara não poderia receber o debate por conta da lei eleitoral. "Os órgãos públicos da administração direta do Município devem se abster de qualquer ato, inclusive entrevista e debates com candidatos. E isto, exatamente para preservar a isonomia e evitar conflitos"