Comícios/1

"Aquele homem que matava e torturava o povo catarinense na ditadura militar também tem um candidato em Joinville".

"O Amim tem o seu candidato porque quer mandar em Joinville".

"O Luiz Henrique chegou com esse cara lá do interior e disse: votem nele porque eu estou mandando. Será que Joinville não tinha um candidato para a cidade? Não queremos mais as oligarquias no poder. "

Essas foras três frases de efeito pronunciadas pelo candidato a vice na chapa de Rodrigo Bornholdt, João Gaspar Rosa, durante comício da coligação Força Joinville, na sexta-feira. Gaspar comandou a festa e falou, no mínimo, o triplo de tempo de Rodrigo.

Com críticas severas à Kennedy Nunes (PP), Darci de Matos (DEM) e Mauro Mariani (PMDB), Gaspar parece ter se convertido na arma de Rodrigo para atacar os adversários sem se queimar.

A fala de Rodrigo foi breve. O candidato acusou os oponentes de estarem "desesperados" e de que as pesquisas de intenção de voto são compradas. Na última delas, Rodrigo não marca nem cinco pontos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil