Relações perigosas

Filha de Lula será secretária de Djalma Berger
Foto: Estadão.com


A filha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Lurian Cordeiro da Silva, aceitou o convite do prefeito eleito de São José, Djalma Berger (PSB) para assumir a secretaria de Assistência Social daquele município. Não haveria nada o que estranhar, pois o PSB é base do governo Lula nacionalmente. Mas há.

Dário Berger (PMDB), irmão de Djalma e prefeito reeleito de Florianópolis (PMDB), tem pretensões maiores do que simplesmente governar a ilha de Santa Catarina. Como fidelidade partidária não está no vocabulário dos Berger (Dário já foi do PFL e do PSDB), muitos apostam na sua migração para o PSB do irmão Djalma, lançando-se ao governo do estado caso o PMDB não lhe dê respaldo. É aí que Lurian (e o PT) entram.

O PT catarinense não gostou nem um pouquinho da nomeação de Lurian. Essa aproximação não é nada bem vista pela cúpula do partido e, principalmente, pela senadora Ideli Salvatti, candidata natural do PT ao governo.

Caso o projeto de Dilma Roussef (PT) à presidência não se confirme, o PT poderá apoiar Ciro Gomes para presidente. Do bloco de apoio ao governo, ele ainda é o que mantém melhores posições contra José Serra (PSDB), de acordo com pesquisa Datafolha de março de 2008.

Se o PT coligar oficialmente com o PSB para presidente, a parceria terá que ser repetida aqui, por conta da verticalização. Já imaginaram Lula, Ciro, os Bergers e Ideli Salvatti, juntinhos no mesmo palanque?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil