Norival Silva pega 12 anos por corrupção passiva

A
O ex-secretário de Saúde de Joinville, Norival Silva (PSDB), foi condenado nesta quarta-feira a 12 anos por corrupção passiva e formação de quadrilha. Norival é acusado de cobrar aproximadamente R$ 1 milhão em propina de fornecedores da secretaria estadual de Saúde.

O jornal A Notícia acaba de publicar, às 22h07, matéria do grande Marco Aurélio Braga sobre o assunto, reproduzida abaixo.

Política | 16/09/2009 | 22h07min
Ex-secretário da Saúde de Joinville é condenado por corrupção
Também foi condenado a sete anos e oito meses de prisão, o empresário João Batista Soares dos Santos

Marco Aurélio Braga | marco.braga@an.com.br

O ex-secretário da Saúde de Joinville, Norival Silva, foi condenado a 12 anos de prisão por corrupção passiva e formação de quadrilha pelas supostas irregularidades no pagamento de fornecedores nas secretarias estadual e municipal da Saúde.

Também foi condenado a sete anos e oito meses de prisão, o empresário João Batista Soares dos Santos, acusado pelo Ministério Público Estadual de ser um intermediador do esquema.

A sentença assinada pelo juiz da 2ª Vara Criminal, João Marcos Buch, não chegou a decretar a prisão de Norival Silva, que cumprirá a pena em liberdade. A prisão só ocorreria em caso de confirmação da sentença no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). Já na decisão que condenou João Batista dos Santos decretou que ele pode cumprir a pena em regime semi-aberto.

O magistrado também decidiu que os R$ 52,8 mil apreendidos na casa de Norival em janeiro de 2008, durante uma operação policial, continuarão retidos na Justiça. O dinheiro seria do filho do ex-secretário, que seria usado para a compra de um apartamento. O MP suspeita que a quantia seja do pagamento de propinas.

A sentença sobre a condenação de Norival Silva e do empresário João Batista não foi divulgado pelo juiz da 2ª Vara Criminal. O processo é considerado segredo de Justiça por determinação do TJ/SC. A investigação sobre todo a suposta irregularidade na área de Saúde começou em 2007 pelo promotor Assis Kretzer.

A prisão do ex-secretário da Saúde de Joinville, do ex-superintendente da Secretaria Estadual da Saúde, Ramon Silva, e mais seis empresários ocorreu no início de 2008 e caiu como um bomba no cenário político joinvilense. Toda a denúncia foi dividia em três processos diferentes.

Neste que sentenciou Norival à prisão estavam somente o ex-secretário e João Batista dos Santos, o acusado de ser intermediador do esquema de pagamento de fornecedores. Há um outro processo onde estão os seis empresários que teriam sido beneficiados. O terceiro está Ramon Silva, ex-superintendente da secretaria estadual. Nos outros dois processos judiciais ainda não há decisão.

Comentários

bb disse…
inacreditavel! um sem vergonha que não ficou impune!!
bb disse…
Inacreditavel!! um safado que não ficou impune!!
Ivan disse…
Ótima notícia já pela manhã

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil