40% dos deputados financiados pela Cutrale assinaram CPI do MST

A
Seis dos 15 deputados federais eleitos com financiamento da Cutrale assinaram a CPMI para investigar as ações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Juntos, eles receberam R$ 175 mil da empresa de laranjas.

A Cutrale também financiou três dos quatro últimos presidentes da Câmara dos Deputados. Além de Michel Temer (PMDB-SP), Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Severino Cavalcante (PP-PE) receberam dinheiro da empresa.

Os dados estão disponíveis no site Às Claras. Veja a lista de parlamentares abaixo.
Arnaldo Madeira/PSDB-SP
R$ 50 mil

Nelson Marquezelli/PTB-SP
R$ 40 mil

Júlio César Redecker/PSDB-RS
R$ 25 mil

José Anibal/PSDB-SP
R$ 25 mil

Jutahy Magalhães Júnior/DEM-BA
R$ 25 mil

Milton Vieira Pinto/DEM-SP
R$ 10 mil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil