Haja reservas

A
A

Um material feito pela assessoria de imprensa do Senado - Senado este presidido por José Sarney (PMDB) - está seguindo o tom dado pela imprensa comercial, tentando criminalizar e esvaziar a primeira Conferência Nacional de comunicação.

Com a manchete Senadores veem conferência com reservas: Ideologização dos debates e inclusão de 'temas extravagantes' podem diminuir impacto do evento, que tem apoio do Senado, o material da assessoria tenta desmerecer uma luta de décadas pela alteração do marco regulatório das comunicações no Brasil à patamares civilizados.

Nesse material, os "nobres" senadores Flexa Ribeiro (PSDB-PA), Antônio Carlos Magalhães Junior (DEM-BA), Wellington Salgado (PMDB-MG) e Sérgio Zambiasi (PTB-RS) destilam veneno contra a conferência.

Vale ressaltar que, conforme o Projeto Excelências apurou, ACM Junior, Welligton Salgado e o próprio presidente do Senado, José Sarney, são concessionários de emissoras de Rádio e Televisão. ACM Junior e Sarney, diga-se de passagem, são retransmissores da Rede Globo em seus respectivos estados.

Veja a lista completa de parlamentares concessionários de rádio e TV no Brasil

A mídia está jogando contra, mas a conferência está apresentando, até o momento, propostas concretas para democratizar as comunicações do país. E a pressão dos movimentos sociais para concretizar as diretrizes vai ser grande.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil