PMDB censura propaganda do PSOL no Rio de Janeiro




O PMDB conseguiu na Justiça uma liminar que proíbe a veiculação na TV do programa do PSOL. Nele, o deputado Marcelo Freixo fez críticas ao transporte público do Rio, e cobrou do governador Sérgio Cabral explicações sobre o fato de o escritório da primeira-dama, Adriana Ancelmo, advogar para o Metrô Rio em processos movidos pelo estado. Foram três inserções de 30 segundos veiculadas no último fim de semana em cadeia nacional. O governador Sérgio Cabral já tinha, inclusive, reclamado nervosamente com o deputado federal Chico Alencar, argumentando que é “um absurdo” e que “aquilo não dá voto”.

O PSOL já recorreu da liminar obtida pelo PMDB e dará maiores detalhes numa entrevista coletiva marcada para amanhã, às 11h, na sede do partido. Estarão lá o presidente do PSOL, Jeferson Moura, o secretário de comunicação do partido, Milton Temer, e o deputado estadual Marcelo Freixo.

Comentários

Nina disse…
Sou a favor da proibição mesmo. Por um acaso se fosse qualquer outro governador no lugar iria permitir que falasse mal do seu governo? Com certeza nao!

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil