Líder do PDT desafia cúpula e se lança pré-candidato ao Governo de Santa Catarina

O deputado estadual Sargento Amauri Soares (PDT) lançou um desafio à cúpula e às bases pedetistas em Santa Catarina. Contrário ao acordo quase fechado entre o PDT e o PP de Angela Amin, que garantiria aos pedetistas a vaga de vice na chapa, Soares lançou-se pré-candidato ao governo de Santa Catarina.

Soares, que fez 40 mil dos 170 mil votos obtidos pelos candidatos do PDT à Alesc em 2006, chegou a declarar que não concorreria à reeleição caso a coligação com o PP fosse confirmada. Dias depois, lançou-se ao governo, e irá propor a votação da proposta na convenção do partido, em junho.

Palanque "pluripresidencial"

Caso ganhe nas internas do PDT, Soares declarou que pretende montar um "palanque pluripresidencial", com apoios do PSOL, PV e PCB, que vão lançar, respectivamente, Plínio de Arruda Sampaio, Marina Silva e Ivan Pinheiro à presidência. Dos três partidos, dois já se definiram por candidatura própria no estado (PSOL e PV).

A vitória dentro do PDT, entretanto, será difícil. Além do comando de Maneca Dias, que quer garantir uma cadeira de deputado federal, Soares não deverá ter o apoio das principais lideranças do partido, como a do deputado Dagomar Carneiro e da cúpula pedetista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil