Eleições para o DCE da UFSC começam nesta quarta

As eleições para o DCE da UFSC começam nesta quarta-feira em Florianópolis. Quatro chapas disputam a representação da maior universidade pública do estado. São elas:

A Chapa 1 - "Rosa dos Ventos" representa o grupo de situação na gestão do DCE. Participam da chapa o Coletivo 21 de Junho, uma integrante do PSOL e independentes. A chapa conta com apoio dos campos Contraponto e Levante, ambos coletivos nacionais do Movimento Estudantil.

A Chapa 2 - "Vez e Voz", possui 86 membros, e possui diversos coletivos de esquerda. O maior deles é a Juventude Comunista Avançando (JCA). Participam ainda o Coletivo Barricadas, União da Juventude Comunista (UJC), Esquerda Marxista (EM) e independentes.

A Chapa 3 - "Pra dizer mais sim do que não", tem a participação da União da Juventude Socialista (UJS) e "independentes de direita".

A Chapa 4 - "Vem pra Luta Vem" é hegemonizada por militantes do PSTU, com apoio do Coletivo "Vamos à Luta".

A escolha ocorre nos dias 17 e 18 de novembro.

LOCAIS E HORÁRIOS:

CCA – Na área coberta de acesso às salas, das 08:00 às 18:10

CCB – No corredor térreo do MIP, das 08:00 às 22:10

CFM – Próximo ao Xerox, das 08:00 às 22:10

CCE – No varandão do CCE, das 08:00 às 22:10

CSE – No hall das salas de aula, das 08:00 às 22:10

CCS – No hall do Xerox, das 08:00 às 22:10

CTC – No hall do CTC, das 08:00 às 22:10

ARQ – No Pavilhinho da Arquitetura, das 08:00 às 22:10

CFH – No hall das salas de aula, das 08:00 às 22:10

CED – No hall do CED, das 08:00 às 22:10

CDS – No hall do CDS, das 08:00 às 18:10

CCJ – Na porta da sala 009 do CCJ, das 08:00 às 12:30 e das 18:00 às 22:10

EQA – No hall do EQA, das 08:00 às 18:10

Colégio de Aplicação – No hall de entrada do ensino médio 08:00 às 18:00

ATENÇÃO: Cada estudante votará no Centro de Ensino correspondente ao seu curso.

Comentários

Vou colocar o seu blog no meu favoritos pra sempre acompanhar!
abração!

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil