Justiça cancela eleições para o DCE da Unisul Grande Florianópolis

Cancelamento foi pedido pela atual gestão, com apoio da reitoria

As eleições ao Diretório Central dos Estudantes da Unisul (DCE/Unisul) foram canceladas pela Justiça. A escolha da nova gestão ocorreria no dia 4 de novembro, mas uma série de fatores impediram as eleições.

As eleições foram encaminhadas após uma assembleia geral de estudantes, que contou com cerca de 200 pessoas, ocorrida no dia 6 de outubro (vídeos disponíveis aqui). Na ocasião, a assembleia convocou uma nova eleição e escolheu a comissão eleitoral, já que o atual mandato está vencido. O presidente do DCE estava presente e não interviu na assembleia em nenhum momento, concordando com todas as propostas.

Em seguida, o presidente do DCE entrou na Justiça, cancelando o processo. A alegação é de que as eleições não estão de acordo com o estatuto social da entidade.

Além disso, o boicote contou com a participação da direção da Unisul, que se negou a divulgar lista de alunos regularmente matriculados, no caso, os eleitores.

Membros do grupo de oposição à atual gestão, Movimento ViraMundo, alegam que, além de não terem chamado novas eleições, o DCE se negou a fornecer cópia do estatuto. O documento é de 1998.

"Como a diretoria do DCE não propôs a revisão do estatuto, de acordo com o art.11, nós mesmo podemos propor, por isso estamos coletando assinaturas de 5% dos estudantes da UNISUL para convocar uma Assembleia Geral extraordinária que irá decidir coletivamente de que forma as eleições devem acontecer", afirma o site do ViraMundo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil