Zé Dirceu no Roda Viva: o PT sem hipocrisia

A entrevista do ex-ministro José Dirceu ao programa Roda Viva, da TV Cultura, é um retrato do que se tornou o Partido dos Trabalhadores (PT). Nela, Dirceu confessa os esquemas de Caixa 2 para campanhas petistas (que a imprensa insiste em chamar de "mensalão"), e que o partido optou por fazer alianças com a direita e com setores da elite para manter a "governabilidade".

Dirceu também afirma que a defesa de Sarney no escândalo dos atos-secretos foi "fundamental" para impedir o PMDB de cair no colo de José Serra (PSDB) nas eleições presidenciais.

Apesar da má fé de alguns entrevistadores (como Paulo Moreira Leite e Augusto Nunes), Dirceu deu uma "surra de respostas" nos entrevistadores.

A surra se deu, inclusive, porque os entrevistadores estavam mais interessados em desqualificar o entrevistado do que fazer perguntas mais concretas. Destaque para o jornalista da Época, Guilherme Fiuzza, que, sem se descontrolar, fez perguntas pertinentes ao ex-ministro (muitas das quais ele não respondeu).

Veja na íntegra



Parte 2
Parte 3
Parte 4

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil