Heterossexuais representam 62,3% dos infectados por HIV em Santa Catarina; homossexuais, 8,9%

Dados divulgados pela Secretaria de saúde de Santa Catarina ajudam a descontruir o mito de que o HIV é uma doença de homossexuais. Segundo informações da secretaria, dos 23.334 casos notificados desde 1984, 62,6% ocorreram com heterossexuais. O número é sete vezes maior do que as contaminações em relações homossexuais masculinas, que representam 8,9%.

Além das contaminações por meio de relação sexual, o uso de drogas injetáveis também é um propagador da doença, representando 22,9% das contaminações registradas.

A taxa de mortalidade por Aids em Santa Catarina é bem maior que a média nacional. Aqui, são 9,2 mortes por cada mil habitantes. No Brasil, o número é de 6,1.

Com informações do Diário Catarinense

Comentários

Incrível como existem ainda pessoas que ligam o HIV ao homossexualismo.
Dados muito importantes!
Abraços

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil