R$ 2,55 e R$ 2,90 pelo direito de ir e vir em Joinville

O prefeito Carlito Merss (PT) anunciou na manhã desta quarta-feira, 29 de dezembro, os novos valores das tarifas do transporte coletivo de Joinville. A partir da zero hora do dia 5 de Janeiro, as passagens vão custar R$ 2,55 (antecipada) e R$ 2,90 (embarcada). Percentualmente, é um aumento de 10,87% na tarifa antecipada e de 7,4% na embarcada.

O aumento nas tarifas afeta principalmente a parcela mais pobre da população - trabalhadores informais, moradores das periferias afastadas do Centro e desempregados - além dos estudantes de ensino fundametal, médio e universitário.

Ele foi dado utilizando uma velha tática das empresas de ônibus: pedem um reajuste inescrupulosamente alto para que a prefeitura dê um valor menor. Nesse ano, Gidion e Transtusa queriam uma tarifa de R$ 2,88, ou ainda, 25% de aumento. Carlito também anunciou o aumento no pagar das luzes, temeroso do desgaste político que poderá sofrer, como ocorrido em 2009. O temor tem fundamento, afinal, seu Plano de Governo prevê justamente o barateamento das tarifas, mostrando, mais uma vez, a promessa de campanha quebrada.

Além disso, janeiro é um mês estratégico para um aumento nas tarifas, pois dificulta a mobilização dos estudantes contra o aumento. Mesmo assim, a mobilização contra o aumento das tarifas já foi iniciada. A Frente de Luta pelo Transporte Público - composta pelo Movimento Passe Livre, militantes do PSOL, além de outras organizações - já iniciou panfletagens no terminal central e marcou um ato para o dia 6 de janeiro.

O ato ocorrerá na Praça da Bandeira, às 18 horas.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Norival Silva pega 12 anos por corrupção passiva

Uma homenagem ao Movimento Estudantil

Sandro Silva renuncia mandato de vereador e Carlito poderá ter maioria na Câmara