R$ 2,55 e R$ 2,90 pelo direito de ir e vir em Joinville

O prefeito Carlito Merss (PT) anunciou na manhã desta quarta-feira, 29 de dezembro, os novos valores das tarifas do transporte coletivo de Joinville. A partir da zero hora do dia 5 de Janeiro, as passagens vão custar R$ 2,55 (antecipada) e R$ 2,90 (embarcada). Percentualmente, é um aumento de 10,87% na tarifa antecipada e de 7,4% na embarcada.

O aumento nas tarifas afeta principalmente a parcela mais pobre da população - trabalhadores informais, moradores das periferias afastadas do Centro e desempregados - além dos estudantes de ensino fundametal, médio e universitário.

Ele foi dado utilizando uma velha tática das empresas de ônibus: pedem um reajuste inescrupulosamente alto para que a prefeitura dê um valor menor. Nesse ano, Gidion e Transtusa queriam uma tarifa de R$ 2,88, ou ainda, 25% de aumento. Carlito também anunciou o aumento no pagar das luzes, temeroso do desgaste político que poderá sofrer, como ocorrido em 2009. O temor tem fundamento, afinal, seu Plano de Governo prevê justamente o barateamento das tarifas, mostrando, mais uma vez, a promessa de campanha quebrada.

Além disso, janeiro é um mês estratégico para um aumento nas tarifas, pois dificulta a mobilização dos estudantes contra o aumento. Mesmo assim, a mobilização contra o aumento das tarifas já foi iniciada. A Frente de Luta pelo Transporte Público - composta pelo Movimento Passe Livre, militantes do PSOL, além de outras organizações - já iniciou panfletagens no terminal central e marcou um ato para o dia 6 de janeiro.

O ato ocorrerá na Praça da Bandeira, às 18 horas.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil