Já vai tarde: Luiz Carlos Prates deixa o grupo RBS



O radialista e comentarista Luiz Carlos Prates está de saída do Grupo RBS, principal conglomerado de comunicação do Sul do Brasi.

Prates, que há mais de 20 anos fazia comentários no Jornal do Almoço, da RBS TV, também deixará a coluna que matinha no Diário Catarinense e o programa na rádio CBN/Diário.

Prates ficou conhecido por seu estilo polêmico, agressivo, de palavras fortes e carregado sotaque gaúcho. Por várias vezes, o comentarista foi comparado a nazistas e ditadores, por conta de suas faslas completamente antidemocráticas, preconceituosas, elitistas, entre outras.

Suas principais atrocidades ganharam vulto graças à popularização do Youtube. Em algumas delas, Prates elogia o General João Baptista Figueiredo, um dos presidentes-ditadores da época da ditadura civil-militar brasileira; em outro, acusa os pobres de serem culpados da violência no trânsito, porque o governo permitiu "que qualquer miserável tenha um carro"; defende a "pedagogia da cinta" (violência contra as crianças) como maneira de serem respeitadas pelos pais; afirma que a universidade brasileira só forma incompetentes e que o diploma de pós graduação é um "atestado de que o cara não sabe nada";

Separei quatro vídeos de Prates que não devem ser esquecidos, mas sim, lembrados por todos e todas. Por 20 anos, o Grupo RBS promoveu um desserviço à população e à democracia com a presença de Prates na telivsão, no rádio e nos jornais. Hoje, isso felizmente acaba.

Já vai tarde, Prates. Já vai tarde.






Comentários

bdbrasil.org disse…
Sim,
Já vai tarde, me preocupa para onde vai e pra qual projeto pessoal vai, se dará umda de Ana Amélia ou se fundará uma organização civil para dar respaldo para o Bolsonaro...
De qualquer forma sempre bom não perder facistas de vista, nunca se sabe o que podem aprontar

Luka
Jéssica disse…
"Hoje qualquer miserável tem um carro." haha
milena disse…
Garanto que vai pra RIC - que critica um monte, mas ama pegar os "saídos" da Globo e RBS

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil