"O futebol faz parte da cultura da cidade", diz autor de livro sobre o JEC

Perger em dia de jogo do Joinville, na Arena
Fizemos uma pequena entrevista com o amigo e companheiro Alexandre Perger, autor de "Glória e Fracasso: a história de uma paixão". Leia a entrevista sobre o livro.

Blog do Camasão: Porque escrever sobre o JEC?

Alexandre Perger: Escrevi sobre o JEC porque é o time pelo qual torço desde pequeno e sempre fez parte da minha vida. Precisava de um tema para escrever o livro-reportagem do projeto experimental [atividade curricular no curso de Jornalismo] e escolhi o JEC depois de sugestões. Sou apaixonado pelo clube e achei que seria importante.

BC: Desde quando você torce para o JEC?
AP:Torço para o JEC desde que me conheço por gente. Meu pai sempre me levou no estádio, o antigo Ernestão. De lá pra cá, fui aprendendo a gostar cada vez mais do time.

BC: Quais as principais dificuldades na execução do projeto?
AP:As principais dificuldades que enfrentei na época foi questão do tempo, que eu não tinha muito, e a dificuldade para encontrar os personagens que fizeram parte da história do clube. Tanto que vários ficaram de fora.

BC: Como os torcedores estão recebendo o livro? E a diretoria do Clube?
AP:Os pouco torcedores que tiveram contato com o livro receberam de forma positiva, já que a obra é uma volta ao passado. É legal porque os torcedores podem se lembrar de coisas que viveram com o JEC. A diretoria recebeu de forma positiva também. Topou colaborar no lançamento e na venda, até porque o clube não tem um acervo histórico.

BC: Pretende participar novamente de editais para execução de projetos?
AP:Pretendo participar de outros editais, acho que é uma maneira bacana de contribuir com a cultura da cidade. Acho que mais pessoas deveriam participar. Ffoi uma experiência ótima, fazer parte de um grupo que contribuiu com a cultura de joinville, ainda mais com um tema pouco recorrente no meio cultural,
que sofre com um certo preconceito.

BC: Você acha que o futebol ou os esportes em geral não são entendidos como cultura?
AP:Acho que futebol faz parte da cultura da cidade. Alguns "entendidos" de cultura olham para o futebol, em especial, com preconceito, não entendem como cultura como algo que faz parte do cotidiano das pessoas, que mobiliza as pessoas. Espero que meu livro ajude a quebrar essa barreira.

BC: Algum palpite para o JEC na Série C esse ano? Qual a expectativa?
AP: O JEC começou bem o ano, contratou dois bons jogadores. Ramon, que jogou nos grandes clubes do país, e Fernandinho. Também contratou uma empresa de marketing. Acho que o caminho é esse. Voltar pra série B não é difícil, é só montar uma boa equipe e tratar as coisas com mais profissionalismo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil