Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

ABGLT: 60 mil casais gays do IBGE são só a ponta do iceberg

Ana Cláudia Barros
A informação de que mais de 60 mil casais homossexuais foram contabilizados durante o último recenseamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) supreendeu o presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis. O número está entre os dados preliminares do Censo Demográfico 2010, divulgados nesta sexta-feira (29). A pergunta "cônjuge do mesmo sexo" foi incluída na sondagem, como forma de contemplar os novos arranjos familiares existentes na sociedade.
Apesar de a quantidade de casais gays captada pela pesquisa ter superado as expectativas do presidente da ABGLT, ele garante que o número é "só a ponta do iceberg".
-Achávamos que seria menos, porque as pessoas ainda têm muito preconceito. Vivemos em uma sociedade heteronormativa. Pode verificar, nas propagandas, nas novelas é só heteronormatividade. Não tem beijo gay, por exemplo. Tudo é para hétero. E, de…

Censo 2010: Brasil está mais negro, pardo e indígena

Pela primeira vez de que se iniciaram os censos demográficos no Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constatou que a população autodeclarada branca corresponde a menos de 50% da população brasileira. Segundo os dados preliminares, a população branca quase se iguala a de autodeclarados pardos, sendo 47,7% de brancos e 43,1% de pardos.

Também, pela primeira vez, o Censo detectou o maior número de registros de população autodeclarada preta, amarela ou indígena, ou 7,3%, 1% e 0,4%, respectivamente. Em números absolutos, são mais de 80 milhões de pardos, 10 milhões de negros, 2 milhões de amarelos e pouco mais de 760 mil indígenas no país.

Carlito Merss não quer reajustar salários dos servidores de Joinville em 2011

Imagem
Em coletiva, prefeito ofereceu 8% de aumento aos funcionários a partir de janeiro do próximo ano
O prefeito Carlito Merss anunciou, em coletiva na manhã desta quinta-feira, que não pretende reajustar o salário dos servidores municipais em 2011. O prefeito ofereceu 8% aos funcionários a partir de janeiro de 2012. Enquanto isso, os cargos comissionados receberiam 5%. Os agentes comunitários de saúde foram os únicos que já receberam aumento, de 32%. O reajuste desta classe passará a valer a partir de maio.
Caso todas as propostas salariais oferecidas pela Prefeitura aos servidores sejam aceitas, a administração gastará R$ 39 milhões a mais por ano em salários de pessoal. As propostas ainda serão analisadas pelo Sindicato de Servidores em audiência na próxima terça-feira. Mas a tendência, segundo o presidente Ulrich Beathalter, é de que o sindicato rejeite o texto. "É impossível não recebermos nada em 2011", desabafa.
Além da proposta, foi anunciado um grande pacote de medidas de r…

Empregadas domésticas de Blumenau fundam associação

Imagem
Empregadas domésticas e diaristas lançam hoje, às 17h30, a Associação das Empregadas Domésticas e Diaristas de Blumenau e Região. O evento ocorrerá na sede da Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Blumenau (Sintraseb). O objetivo é lançar oficialmente a entidade que busca lutar por direitos e formalizar o trabalho das domésticas.
A coordenadora da associação, Justina Inês Ogliari, lembra que a informalidade e vínculos pessoais entre patrões e empregados dificultam as negociações salariais e a garantia de direitos básicos.
"As domésticas têm os direitos trabalhistas desrespeitados. Num lar, as responsabilidades são inúmeras. Fazemos de tudo. Lavamos, passamos, cozinhamos e muitas vezes até criamos os filhos dos patrões. Mas a falta de valorização ainda é um obstáculo" – explica Justina.
Ela lembra que a empregada doméstica, como estabelece a Constituição Federal de 1988, não tem direito à jornada de trabalho estabelecida em lei, hora extra, adicional noturno, FGTS (Fun…

Oposição vence eleições no sindicato dos bancários de Florianópolis

As eleições no Sindicato dos Bancários de Florianópolis e região terminaram com uma grande vitória para os trabalhadores. A chapa 2, Reconstruir um sindicato de lutas, venceu o pleito com 70% dos votos.
Numa composição entre Intersindical, CTB e CDS-CUT, a chapa oposicionista marcou 1011 votos contra a chapa de situação (Articulação Bancária-CUT), que fez apenas 482. A vitória foi comemorada na associação do Banco do Brasil (ABB).
Dirigentes bancários ligados à Intersindical das cidades de Santos (SP), Distrito Federal e Espírito Santo acompanharam as eleições e apoiaram a chapa oposicionista. A grande margem na vitória traz também uma grande responsabilidade para o grupo, que assume a gestão do sindicato em maio.

Bancada do PSOL na Câmara participa da abertura dos trabalhos da Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão

Imagem
Os parlamentares do PSOL na Câmara dos Deputados, Ivan Valente, Chico Alencar e Jean Wyllys, participaram ativamente pela consolidação da Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação com a Participação Popular, lançada nesta terça-feira, 19 de abril, e que foi eleita como coordenadora a deputada Luiza Erundina (PSB-SP).
Participam dessa iniciativa várias entidades da sociedade civil, Intervozes, Sindicatos dos Radialistas da Bahia, do DF, Fitert, Fenaj, Rádios Comunitárias, CUT, Enecos, e outras tantas do movimento pela democratização dos meios de comunicação.
O Direito à Liberdade de Expressão é previsto no artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos Humanos e nos artigos 5º e 220 da Constituição Federal, e que enfrenta dois obstáculos cruciais que justificam e reforçam a necessidade desse embate pela democratização da comunicação no Brasil.
Primeiro, a existência de ações de órgãos do Poder Executivo, Legislativo, e Judiciário e do setor privado que visam…

Onde estudar?

Os jornalistas que concluíram a graduação e pretendem buscar uma formação complementar carregam uma dúvida sempre presente: onde estudar? Existem milhares de especializações, mestrados e doutorados Brasil afora, mas a verdade é que são poucas as opções para a área específica de Jornalismo.
Ainda dispomos de poucas opções no ensino público federal e estadual. O único programa de Mestrado no Brasil na área de Jornalismo é oferecido na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e não existem programas de doutorado em nenhuma região do país.
Por conta disso, diversos cursos de Pós-graduação Jornalismo Brasil são oferecidos em universidades privadas. São essas universidades e cursos que estão formando especialistas e colaborando na formação do jornalismo brasileiro. Especializações em jornalismo empresarial, comunitário, jornalismo e educação, entre tantas outras, estão disponíveis.
Aqui na cidade, não conheço nenhuma especialização na área. O Bom Jesus/Ielusc tentou abrir um curso de Teo…

Zé Dirceu distorce a história e compara criação do PSD à do PSOL em 2003

Imagem
O ex-ministro e eterno guru petista Zé Dirceu cometeu uma comparação no mínimo, fraudulenta. Ao defender a criação do PSD e criticar em seu blog a posição dos partidos que estão entrando na Justiça contra a criação do novo partido de Gilberto Kassab, Dirceu comparou a criação do PSD à criação do PSOL, em 2003, por dissidentes do PT. O PSD já abocanhou a filiação de 32 deputados federais, dois senadores e seis vereadores na capital paulista. Nas palavras de Dirceu:
O DEM e o PMN entram também na semana que vem com ações contra o novo partido do prefeito paulistano. Puro desespero e hipocrisia! Todos eles, partidos e seus integrantes, apoiaram, aplaudiram e estimularam a criação do PSOL e todas as demais dissidências que surgiram do PT.
Para eles, então, dissentir, deixar o PT para fundar outro partido, ou ir para outra legenda era democrático. Acusavam-nos de autoritários quando alegávamos que o mandato era do partido.
A fraude da comparação é a seguinte: Insatisfeito no DEM, Kassab criou…

Inestimável novela péssima

Eugênio Bucci A nova novela do SBT, Amor e Revolução, que vai ao ar por volta das 10 da noite, causa uma primeira impressão de quase repulsa, uma primeira impressão que nos desencoraja a esperar pela segunda. É como se ela tivesse vindo para ridicularizar os jovens que, em armas, resistiram ao golpe militar de 1964. Em matéria de melodrama, os guerrilheiros mereciam coisa melhor. A novela acaba com eles. Faz com que recitem falas que soariam primárias até mesmo na boca de ativistas imberbes de um centro acadêmico do ensino médio. Sobra para eles um papel de tolos infantilizados e armados, cujos sonhos socialistas são reedições fáceis dessas campanhas publicitárias que grandes bancos veiculam na TV às vésperas do Natal. Os combates físicos entre policiais e militantes de esquerda são ainda mais constrangedores: lembram uma coreografia canhestra de balé moderno em cidade do interior. Eis enfim a primeira impressão: esses esquerdistas do SBT seriam reprovados em qualquer assembleia de ve…

ADI de Luiz Henrique é derrotada no STF e piso nacional para professores é constitucional

Imagem
A Ação de Inscontitucionalidade (ADI) impetrada pelo ex-governador e atual senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) contra o piso nacional para professores da rede pública foi derrubada, no último dia 6 de abril, no Supremo Tribunal Federal (STF). Na época, Luiz Henrique e outros quatro governadores entraram na Justiça contra o piso de R$ 950, aprovado no Congresso Nacional como o valor mínimo que um professor poderia receber pela sua jornada de trabalho. A medida foi considerada como um atentado contra a educação em nosso estado. Hoje, o piso já foi reajustado. Com a decisão, os professores da rede pública em todo o Brasil deverão receber no mínimo R$ 1.187,97, mais os acréscimos e benefícios, como bonificações por tempo de serviço, abonos, entre outros. Vitória dos trabalhadores da educação Os ministros do STF derrotaram a ação de LHS por oito votos a um. Ao contrário do que alegavam os governadores, o tribunal concluiu que a lei está de acordo com a Constituição Federal, que prevê a cr…

Dia do Jornalista será “novo ponto de partida” do movimento em defesa do diploma

Ampliar a mobilização pela aprovação das Propostas de Emenda Constitucional (PECs) que restabelecem a exigência do diploma como requisito para o exercício da profissão é a ordem do dia das entidades e apoiadores da campanha em defesa do diploma após os contatos políticos que a Caravana dos Jornalistas realizou em Brasília de 23 a 25 de março. Nas audiências com os presidentes do Senado e da Câmara, e na reunião com parlamentares das duas Casas, ficou fortalecida a perspectiva de votação das propostas sobre o tema no Congresso Nacional em abril.

Em audiência com dirigentes da FENAJ, de Sindicatos de Jornalistas e com senadores no dia 23 de março, o presidente do Senado, José Sarney, manifestou disposição de incluir a PEC 33/09 na pauta do plenário após a votação de medidas provisórias que obstruem a apreciação de outras matérias. E sugeriu aos representantes da campanha em defesa do diploma que dialoguem com os líderes partidários com vistas a encaminhar a tramitação da matéria. Já ap…

Conservadores devem se reorganizar em torno de Udo Dohler em Joinville

Imagem
As forças conservadoras de Joinville devem se reorganizar em um grande bloco caso se confirme a filiação do empresário Udo Dohler no PMDB. 
Conforme publicado pelo colunista Cláudio Loetz, na edição de hoje de A Notícia, Dohler está de malas prontas para ingressar no PMDB. A operação foi montada com as três principais lideranças do partido na cidade: o senador Luiz Henrique da Silveira, o deputado federal Mauro Mariani e o secretário estadual de saúde, Dalmo Claro de Oliveira. 
Dono de uma das maiores empresas do ramo têxtil do Brasil, prestes a assumir a presidência da Associação Empresarial de Joinville (Acij) pela quinta vez, Dohler é o nome que pode unificar PMDB, DEM, PSDB, PPS, entre outras legendas menos expressivas, em um grande bloco conservador - conhecido também por "tríplice aliança". Tal coligação, se efetivada, irá representar os interesses da elite econômica e política da cidade, com grandes chances de vitória. 
A gestão Carlito Merss, apesar de alguns avanços em…

Sinsej processa antiga gestão por suposto prejuízo de R$ 1,1 milhão

A atual gestão do Sindicato dos Servidores de Joinville (Sinsej) está processando os integrantes da antiga diretoria, que comandaram o Sinsej de 2007 até 2010. O motivo é alegação de que houve prejuízo de R$ 1,1 milhão neste período.

Segundo o atual presidente, Ulrich Beathalter, uma auditoria mostrou que os diretores usaram o dinheiro arrecadado pela organização para fazer empréstimos não-permitidos a servidores, farmácia e também para ajuda de custo dos funcionários*. Em março, o Sinsej deu entrada a seis processos contra 20 pessoas.

“Os servidores tiveram antes uma administração que lesou seus direitos e mudou o rumo do dinheiro que deveria servir em prol de cada trabalhador. Vamos buscar na Justiça o reparo dessas ações”, alega Ulrich Beathalter.

O antigo presidente do sindicato, Adilson Correa, acusa a atual diretoria de querer desmoralizar sua gestão. “Nossos balancetes foram aprovados. Nunca escondemos nada. Estava tudo à mostra para todos verem”, explica.

Mesmo com os processo…