Assista o vídeo: Marinor Brito bate boca com homofóbico Bolsonaro na CDH da Câmara


“Ela [Marinor] não pode ver um heterossexual perto dela que sai batendo. Ela não pode ver um macho que fica louca. Tem que ter um projeto para criminalizar o preconceito hetero."

Jair Bolsonaro, deputado federal do PP, responsável pelo furdunço mostrado no vídeo acima. A articulação da bancada evangélica impediu a votação do PLC 122, que criminaliza a homofobia. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil