O apocalipse motorizado continua

Hora do Rush em Florianópolis.

O estudo sobre mobilidade urbana, divulgado ontem  pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), revela que o " Apocalipse Motorizado" continua. Enquanto 55% dos usuários do transporte coletivo acham o serviço "muito ruim", "ruim" e "regular", 87% dos que utilizam o transporte individual estão satisfeitíssimos com a maneira como se locomovem. 

O formidável disto é sabes que boa parte da população passa horas nos congestionamentos, principalmente nas grandes cidades, e ainda assim estão satisfeitos com a maneira como se locomovem. 

Outra parcela que está contente com sua mobilidade são os que utilizam meios não motorizados, como as caminhadas ou bicicleta. 75% estão satisfeitos. 

Como característica do que seria “um bom transporte”, todos os tipos de usuários entrevistados pelo Ipea apontaram, como primeira resposta, a rapidez. O baixo custo foi a segunda resposta para aqueles que se locomovem a pé e de bicicleta, e o conforto foi apontado pelos usuários de carro.

Tanto os usuários de moto como os de transporte público apontaram a existência de mais de uma forma disponível do transporte como condição para sua boa qualidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil