Servidores de Joinville rejeitam proposta da prefeitura

A Prefeitura de Joinville negou hoje mais uma vez abrir diálogo com os servidores municipais em greve. Em resposta ao ofício enviado pelo Sinsej na sexta-feira (20/5), o Executivo afirma que não tem condições financeiras de atender as reivindicações econômicas apresentadas e reapresenta a mesma proposta de conceder 8% apenas em janeiro de 2012.

Sobre as cláusulas sociais, a Prefeitura afirma que elas já estão “devidamente respondidas”, fingindo ignorar o fato de que muitas dessas respostas não correspondem à verdade.

Na manhã de hoje (23/5), uma assembleia em frente à Prefeitura rejeitou novamente tal proposta. “Estamos cansados de levantar o braço para rejeitar essa proposta”, afirmou o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter.
Após o ato, os manifestantes seguiram em passeata até a Seinfra, passando pelo Arquivo Histórico, Casa da Cultura, Oficina e Horto Florestal.

Até a próxima quarta-feira o Sinsej deve entrar com uma ação judicial pedindo o pagamento dos dias parados e a garantia de recebimento de cestas básicas para os servidores em greve.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil