Ex-prefeito Marco Tebaldi é condenado por utilizar dinheiro público para promoção pessoal

O ex-prefeito de Joinville e atual secretário de Educação do Estado de Santa Catarina, Marco Tebaldi (PSDB), foi condenado por improbidade administrativa. A decisão determina que Tebaldi tenha cassado seus direitos políticos por seis anos e pague multa de R$ 632. Ainda cabe recurso. 

Segundo a decisão do juiz Roberto Lepper, na 1ª Vara da Fazenda Pública da cidade, Tebaldi utilizou dinheiro público para promoção pessoal, por meio da Fundação Municipal de Esportes. 

A Felej encomendou e distribuiu 8 mil panfletos "educativos" para promover o projeto "Jovem Cidadão", cujo objetivo era buscar a despoluição do rio Cachoeira. No entanto, os panfletos teriam sido ilustrados com menções ao então prefeito, inclusive com o nome de Tebaldi gravado no material. A prática é expressamente vedada pela Constituição Federal. 

— Ao direcionar os serviços e recursos públicos para a satisfação de objetivos pessoais, promovendo o próprio nome perante os eleitores, o réu deu as costas ao anseio popular e, ao invés de fazer bom uso dos sempre parcos recursos públicos, gastou parte deles para firmar sua imagem como político —, sublinhou o juiz em sua sentença. 

Com informações do AN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil