Postura de Carlito com greve dos servidores faz PCdoB sair do governo

Aliado histórico do PT, PCdoB tinha pouca
expressão no governo

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) não faz mais parte do governo Carlito Merrs. A decisão foi tomada no último dia 9 de junho, pela direção municipal do partido em Joinville. 

Segundo a nota política publicada pelo PCdoB, a decisão de sair do governo levou em consideração vários fatores, como os aumentos de taxas e tarifas, como da água, transporte e IPTU. Mas o estopim teria sido a postura intransigente do governo do PT em relação à greve dos servidores municipais, que já completa 36 dias. 

Aliado habitual do PT ao longo da história, o PCdoB não esteve com Carlito Merss no primeiro turno das eleições 2008, mas sim, com Rodrigo Bornholdt (PDT), tendo apoiado o petista somente no segundo turno.

O PCdoB sempre teve um papel secundário no governo Carlito, sem ocupar espaços de destaque. O governo petista privilegiou os partidos que possuem representação na Câmara na hora de angariar apoios, como PDT, PP e PMDB. 

Leia a íntegra da nota abaixo


Nota Política
Partido Comunista do Brasil

A Direção Municipal do PCdoB de Joinville vem a público informar que a partir de hoje (09/06/2011) não estará mais integrando ou apoiando a atual Gestão do Governo Municipal de Joinville, representado pelo Prefeito Carlito Merss.

A aliança histórica PT/PCdoB na cidade de Joinville acompanhou a trajetória de vitórias políticas e eleitorais ao longo dos anos, culminando coma eleição do Prefeito Carlito Merss em 2008.

Apesar das oportunidades de participação do PCdoB na gestão atual da Prefeitura Municipal de Joinville, estarem muito aquém da importância desta aliança histórica e programática, nós contribuímos para este Governo com os melhores quadros de nossa militância, sejam nos cargos representativos de Governo ou enquanto servidores municipais.

Nestes quase três anos da atual gestão vimos o governo municipal aumentar a tarifa de ônibus, água, IPTU, todos acima da inflação, mas os serviços públicos não tiveram melhorias para a população na mesma proporção do aumento das tarifas. População que ainda sofre com os serviços públicos de baixa qualidade, ainda que tendo sua origem nos governos anteriores.

O PCdoB acreditou e apoiou este Governo, até este momento, na esperança que ocorressem as transformações necessárias para melhoria da vida do povo, sejam nos serviços básicos de atendimento a população ou nas obras necessárias a modernização da cidade.

Neste momento Joinville vive umas das maiores greves dos servidores municipais de sua história, onde o Prefeito Carlito, na contramão dos ideais de seu partido, promove sua política de arrocho salarial, sem repor ao menos a inflação e as perdas históricas da categoria, e
propõe desconto dos dias de paralisação aos trabalhadores, o que consideramos uma afronta ao direito de organização dos trabalhadores.

Também temos visto a perseguição de servidores e funcionários que discordam destas práticas.

Assim, reiteramos a nossa posição de defesa dos direitos dos
trabalhadores e da população de Joinville por serviços públicos de
qualidade.

A Direção do PCdoB em Joinville.
George Araújo – Presidente
Roberto S. U. Rosso Jr. – Secretário de Organização
Rafael do Nascimento – Secretário de Finanças

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil