Projeto do PSOL quer reduzir salário dos vereadores de Joinville em 37%




Um projeto de Emenda à Lei Orgânica de Joinville foi protocolado hoje pela direção municipal do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). A iniciativa tem por objetivo a redução de 37% nos gastos com salários dos vereadores, caindo dos atuais R$ 8,7 mil para R$ 5,450. 

O projeto altera o artigo 117 da LO, que fala da remuneração dos vereadores. Segundo o presidente da sigla na cidade, Leonel Camasão, a proposta altera a maneira de remunerar o vereador. “Queremos criar um dispositivo que vincule o salário do vereador ao salário mínimo nacional. Assim combatemos duas imoralidades: os altíssimos salários e a auto-concessão de aumentos abusivos”, argumenta. 

Hoje um vereador ganha mais de 16 salários mínimos, enquanto a renda média do joinvilense é apenas de dois salários mínimos. “Nossa proposta é que os parlamentares ganhem no máximo 10 vezes o valor do mínimo nacional”, afirma Camasão. 

O documento foi protocolado no gabinete da presidência da Câmara às 14h35 horas desta sexta-feira, 30 de outubro.  Os militantes do PSOL também entregaram uma cópia em cada gabinete dos outros 18 vereadores. 

Menos gastos e mais representatividade

O objetivo do PSOL ao apresentar o projeto é colaborar no debate sobre o aumento de vereadores na cidade. “O problema não é a quantidade de vereadores, mas sim, o altíssimo gasto que eles proporcionam. Precisamos aumentar a representatividade popular e diminuir os gastos com parlamentares”, acredita.
Ele critica propostas que pretendem diminuir os repasses legais, mas manter os salários atuais. “São paliativos que não combatem os imorais salários dos vereadores. Se cortar só na estrutura, os gabinetes ficarão sucateados”, afirma. 
Para que o aumento de vagas não gere nenhum custo a mais para a cidade, a Câmara precisaria ainda reduzir em 20% seus gastos com verbas de gabinete. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Uma homenagem ao Movimento Estudantil