Senador do PSDB afirma ter pena de quem vive com ‘apenas’ R$ 19 mil mensais


A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou na terça-feira, dia 27, o projeto que acaba com o pagamento dos 14º e 15º salários a deputados e senadores. O texto ainda precisa passar pelo plenário do Senado e depois, pela Câmara, para que o benefício seja extinto em definitivo.

O projeto foi aprovado por unanimidade entre os presentes na comissão, mas o senador Cyro Miranda (PSDB/GO) protestou contra o que chama de “baixo salário” pago aos congressistas – que ganham mensalmente R$26,7 mil.

“Eu não vivo do salário de senador, mas tenho pena daquele que é obrigado a viver com R$19 mil líquido com a estrutura que temos aqui. Sou favorável ao projeto, mas que a gente pense diferente quando se propuser remuneração [aos parlamentares]”, afirmou.

Fonte: Pragmatismo político

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil