PMDB de Udo Dohler pagou R$ 9.500 pelo apoio do PSDC, diz presidente da sigla

Democratas-Cristãos também teriam negociado venda de apoio ao PT de Carlito Merss



Pagamento do aluguel de um comitê, um kit de santinhos e placas, promessa de cargos na Prefeitura de Joinville, além de 9.500 reais em dinheiro. Esse teria sido o preço pago pelo PMDB do candidato Udo Dohler em troca do apoio do Partido Social Democrata Cristão (PSDC) nas eleições deste ano. A suposta negociata foi revelada pelo presidente do PSDC de Joinville e candidato a vereador, Osvaldo Henrique Darú, em entrevista ao jornal A Notícia.


Darú afirma que a negociação original foi realizada com o PT de Carlito Merss, já em março deste ano. A direção do PT teria pago apenas parte do preço exigido pelo PSDC, o que fez Daru procurar o PMDB que "cobriu a oferta".


"É a comprovação do balcão de negócios que se tornou a política", afirma candidato do PSOL


O candidato do PSOL à Prefeitura de Joinville, Leonel Camasão, acredita que a revelação é a prova do balcão de negócios que se tornou a política. "É a esse tipo de prática criminosa que nós nos referimos quando dizemos que não nos vendemos por tempo de TV, benesses e cargos", afirmou.


O apoio do PSDC garantiu a Udo Dohler mais quatro segundos no horário eleitoral gratuito de rádio e televisão. O partido só declarou apoio ao PMDB na reta final das convenções. Até então, o partido estaria apoiando Carlito Merss.


Leia a reportagem de A  Notícia sobre o caso

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chico Alencar lança candidatura e Câmara tem agora 4 postulantes

Pastor chama vereador de vagabundo e é declarado 'persona non grata'

Primeiras impressões sobre os protestos no Brasil